Notícia

O aconchego de um lar pequeno

Compartilhar:
04/06/2018

Sair de uma casa de 300m² para um apartamento de 70m². Parece loucura? Para Angélica, foi uma opção. Coordenadora pedagógica, ela, o marido, o filho e a Meg, sua cachorrinha de estimação, vivem há um ano no apartamento Camila, no Villa Flora.

“Confesso que o que mais usamos em casa é ‘com licença’ (risos). Porém, a qualidade de vida e a praticidade que temos hoje valem a pena. Para que um imóvel gigante? Quase não ficamos em casa e, como pretendo não me mudar mais, quero ter um lugar pequeno e aconchegante”, conta Angélica com brilho nos olhos.

A opção não é só dela. A busca por imóveis menores tem se tornado uma tendência no mercado imobiliário. Muitas pessoas têm optado por viver em lares mais aconchegantes, seja por economia de dinheiro ou de tempo na manutenção do imóvel.

Uma recente pesquisa do Secovi-SP, sindicato das empresas da área de habitação, mostra que imóveis de até dois dormitórios foram destaque, tanto em lançamentos quanto em vendas, nos últimos quatro anos. Um cenário que não é exclusivo das grandes capitais.

Do total de lançamentos em Sorocaba nesse período, 85% são imóveis de dois quartos, ao todo, 11.452 unidades, segundo a pesquisa. A grande maioria é de construções com até 65m² e valores de venda abaixo de R$ 230 mil.

Gastos menores
Entre os muitos benefícios que um imóvel pequeno pode proporcionar estão a economia e a praticidade. E economia vai muito além de preço de compra. Ao adquirir um espaço menor, gasta-se menos com móveis, reformas, contas mensais e com impostos como o IPTU, que é calculado com base na área e no valor do metro quadrado.

Além, é claro, da economia de tempo! É muito mais prático manter uma casa pequena. A limpeza consome menos o dia e as pessoas tendem a conservar a ordem, por questão de funcionalidade. E o ambiente menor aproxima mais quem vive sob o mesmo teto.

Do ponto de vista de quem quer investir, é uma boa opção também, por oferecer rentabilidade maior que a de grandes imóveis e ser mais fácil de alugar. Ou seja, sobram benefícios e os pontos frágeis podem ser resolvidos com um pouco de criatividade.

A falta de espaço pode ser ainda uma oportunidade de despertar o decorador que existe em você. Com um pouco de pesquisa, dá pra encontrar móveis multifuncionais e dividir cômodos sem perder o charme. Em um espaço reduzido, cada peça decorativa ganha mais destaque e pode receber um investimento maior.

Além das quatro paredes
Se a família é grande ou tem crianças, é importante buscar um empreendimento que ofereça uma boa estrutura de lazer, com recursos como playground, piscina, quadra esportiva, salão de festas e outros espaços compartilhados. Como o Villa Flora, praticamente na divisa entre Sorocaba e Votorantim. Este bairro planejado, além de estar muito bem localizado e proporcionar segurança ao dispor de duas portarias, possui área de lazer completa, com piscinas, quadras poliesportivas, quiosques com churrasqueiras e oferece imóveis de diferentes tamanhos, para agradar todos os perfis de clientes e seus objetivos.

Projetado em forma de vilas, apresenta cinco plantas de casas e apartamentos de até 76m². Um dos mais procurados é o apartamento Laura, 44 m², de dois quartos com varanda, que pode ser adquirido pelo programa Minha Casa, Minha Vida. Outra opção é o apartamento Gabriela, também de dois quartos, com suíte e área total de 60 m².

Para quem busca morar numa casa, tem o modelo Mariana, de 76 m², três dormitórios e uma ou duas vagas. Ou a Casa Júlia, um adorável sobrado de dois dormitórios e 64m². Seja qual for a escolha, todos desfrutam de área verde, excelente paisagismo e muito espaço e liberdade ao redor dos imóveis. Quem mora ali costuma dizer que não troca a tranquilidade e segurança do bairro por nada neste mundo. E quando a família e os sonhos crescerem, é só mudar para um imóvel maior, no mesmo Villa Flora.

Texto: Jéssica Adriani - jornalista

Mais notícias